Metodologia
A Mind Lab desenvolveu uma Metodologia inovadora que tem alcançado resultados comprovados, ao redor do mundo, no desenvolvimento de habilidades cognitivas, emocionais e éticas em crianças e jovens.
Metodologia
Fundamentação Teórica

A Metodologia Mind Lab é ancorada por fundamentações teóricas sólidas, em conceitos e estudos de renomados pedagogos e pesquisadores, incluindo, entre outros:

John Dewey que, desde o começo do século XX, reconheceu a urgência de transformar a educação em uma experiência mais democrática. Dewey afirmava que a criança deve ser colocada no centro do processo de aprendizado e ter a oportunidade de aprender pela experiência e não apenas através de recursos teóricos e acadêmicos. Ele acreditava que jogos são uma excelente ferramenta educacional para atingir esse objetivo.
Reuven Feuerstein, que foi pioneiro no bem sucedido Programa de Enriquecimento Instrumental e no conceito de Experiência de Aprendizagem Mediada (EAM). Feuerstein reforça a importância de ensinar a pensar (ao invés de ensinar apenas conteúdos) com a ajuda de um ambiente aberto e mediador, um conceito que tem sido largamente promovido e aplicado pelo Grupo Mind Lab.
Howard Gardner, que desenvolveu a Teoria de Inteligências Múltiplas. Essa teoria descreve a grande diversidade existente de talentos e estilos de aprendizagem – e consequentemente a maneira flexível como o processo de ensinar deveria ser conduzido para alcançar efetivamente todos os alunos.
Jean Piaget, que defende que o conhecimento é uma construção que se dá na interação entre um sujeito ativo e os objetos do conhecimento.
Lev Vygotsky, que prioriza a função mediadora da cultura e da linguagem na formação do Ser Humano, assim como a noção de que o ensino atua na ZDP (zona de desenvolvimento proximal), antecipando-se ao desenvolvimento.
Paulo Freire, que pontua a “reconstrução crítica do saber” como função da escola, professor e estudante como seres continuamente aprendentes.
David Ausubel, que salienta a importância da aprendizagem ser significativa para o aluno.
Edgar Morin, que apresenta a noção de “pensamento complexo”, que implica na nesserária interligação entre os saberes, que devem transcender a linearidade e a segmentação.
Antoni Zabala, que discute a noção de currículo como intenção, como escolhas, como intrumento de planejamento.

Clique aqui e conheça a Projeto Pedagógico da Mind Lab para implementação do Programa MenteInovadora em parceria com as instituições de ensino.